30 de agosto de 2010

A TELEVISÃO DOS MENINOS

«Como é possível esta entrevista na RTP, além daquela no diário i  (ver notícia no CM), publicadas em 28-8-2010, nas vésperas da decisão sobre o Processo Casa Pia, que será lida em 3 de Setembro de 2010? Sem que ninguém aja e determine abrir um inquérito judicial à RTP, televisão pública, que colaborou, na ocasião em que o fez, neste ataque aos magistrados e outras personalidades?... E sem que os defensores da legalidade processual selectiva, aqueles que querem impor o direito torto como atestado de verdade e moral, se indignem?...

Não se trata de reportagem sobre as crianças e os adolecentes de ontem, as lesões nos seus esfíncteres, a pancada que os abusadores lhes infligiam, as drogas com que os viciavam, os distúrbios psicológicos e físicos resultantes dos abusos, a morte em vida. Não. A RTP, televisão do Estado - esta RTP, que ainda não fez o saneamento e catarse necessários - passou uma entrevista-reportagem, onde são feitos ataques directos a juízes do processo e imputações crípticas são dirigidas a personalidades de outros partidos que não o PS, por um arguido de abuso sexual de crianças, nas vésperas de uma sentença judicial sobre abusos sexuais numa instituição do próprio Estado, a Casa Pia, o caso judicial mais terrível de sempre em Portugal, pela quantidade, tempo e negligência, com que crianças e adolescentes, mais de 40 comprovados, foram vítimas de abusos e sevícias sexuais.» A.B.CALDEIRA 29-08-2010

29 de agosto de 2010

ESPANTOSO

«Não é certamente possível ter escolas e creches abertas e maternidades a funcionarem, se nascem cada vez menos crianças e Portugal tem uma das mais baixas taxas de natalidade da Europa.
Nos últimos anos, todas as políticas dominantes foram no sentido de atacar a família, de a desestruturar e de dificultar que os casais tenham filhos. Na mesma semana da notícia do fecho das escolas, foi promulgada a lei das uniões de facto. Esta lei vem no seguimento de toda uma legislação concebida para considerar a instituição familiar - ou, como escreveram Marx e Engels, a «família patriarcal-burguesa» - algo de obsoleto.»
«Com leis que dificultam cada vez mais ter filhos, com modelos dominantes desestruturantes da família, ainda há quem proteste por se fecharem escolas, creches, ATL, maternidades, jardins-escolas? Espantoso é que ainda haja quem seja feliz e acredite no futuro, olhando e vivendo filhos e netos.» ZITA SEABRA JN 22-08-2010

27 de agosto de 2010

COM O PS É SÓ SAÚDE (PRIVADA), E TODOS OS OUTROS É QUE TÊM INTERESSES OCULTOS...

«INVESTIMENTO PRIVADO NO S.N.S.:

Entre 2001 e 2002 foram projectados dez novos hospitais em sistema PPP.
Desde 2003 só foram abertos sete novos concursos.
Feitas três adjudicações.
E só um hospital destes sete está a funcionar.


INVESTIMENTO PÚBLICO FORA DO S.N.S.:

No mesmo período de tempo o Estado, através da CGD,
abriu 5 novos hospitais privados em Portugal. 13 em Espanha.
Pelo caminho ainda ganhou uma das três concessões do sistema PPP.


Para que fique bem claro.
Tenho a máxima confiança em todos os altos quadros da HPP.
São excelentes profissionais. Excelentes. Sabem o que fazem.
Até porque estavam todos no SNS. »
R.M. DEUS 26-08-2010
 
É CLARO QUE O GOVERNO SOCIALISTA NÃO ESTÁ A DESINVESTIR NO SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE. QUE IDEIA...
SE ATÉ VENDE IMÓVEIS A SI PRÓPRIO, ABRE HOSPITAIS PRIVADOS EM ESPANHA E FECHA CENTROS DE SAÚDE EM PORTUGAL...

E a VENDA do Hospitais de SÃO JOSÉ (40M€), SANTA MARTA (18M€), CAPUCHOS (29M€) E MIGUEL BOMBARDA (25M€) à sociedade ESTAMO (V. Público 11-06-2008) detida pela empresa pública PARPUBLICA, por cerca 111,5 milhões de euros, segundo dados que constam no site da empresa?

«A ideia da operação é, mais tarde, vender os edifícios (para além dos hospitais foram transferidos para a Estado vários quartéis e prédios de grande valor na capital), que devem ser transformados em projectos "imobiliários". Fonte oficial das Finanças explicou ao i as vantagens da transferência de propriedade: a "gestão empresarial" que passa a ser feita desses edifícios, a "valorização do património, estando a empresa [Estamo] vocacionada para encontrar soluções urbanísticas e de mercado adequadas", e a "colocação paulatina dos imóveis no mercado".» Ggroups 14-04-2010 «O Estado vendeu ainda à mesma empresa as sedes da Direcção-Geral da Saúde e da ARS de Lisboa e Vale do Tejo, por cerca de seis milhões de euros, faltando apenas realizar a escritura. As receitas da venda destes imóveis revertem para a Segurança Social, que era a dona dos edifícios.

Embora concorde com o aumento do capital estatutário dos hospitais EPE, o presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares, Pedro Lopes, reagiu com "alguma preocupação" à forma como o Ministério da Saúde está a "perder o seu património".

À margem do sector Saúde, a lista de compras da "imobiliária" do Estado integra ainda dois prédios do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, na Rua Castilho, em Lisboa, por 20,9 milhões de euros, o prédio da Inspecção-Geral do Ministério do Trabalho e da Segurança Social, a Quinta das Águas Livres, em Belas - afecto à PSP - e os edifícios onde estavam o DIAP e o Departamento de Relações Internacionais e Convenções da Segurança Social. Da lista constam igualmente o edifício onde funciona o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (8,7 milhões) e o edifício da Direcção-Geral de Energia e Geologia (7,2 milhões), além do prédio onde funcionava o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.»Público/Lusa 7-2010 

É REALMENTE TUDO UMA QUESTÃO DE VOCAÇÃO... A VOCAÇÃO DE SER VIGARISTA !
IMPOSSÍVEL É QUE TUDO ISTO SE PASSE PAULATINAMENTE E IMPUNEMENTE ! 
ESTAMO, ESTAMO...
ESTAMOS MA' É TODOS NA BOA... ATÉ SETEMBRO, PELO MENOS. QUEM VIER ATRÁS QUE SE LIXE. E RESPEITEMOS É OS RESULTADOS ELEITORAIS QUE AS ELEIÇÕES FORAM LIMPINHAS, ISSO DE O MINISTÉRIO PÚBLICO TER CONSIDERADO PROVADA A EXISTÊNCIA DE CORRUPÇÃO NAS ÚLTIMAS LEGISLATIVAS (PORTANTO COMPRADAS) SÃO "BOCAS DA REAÇA"... 

26 de agosto de 2010

A MALHAR É QUE A GENTE SE ENTENDE ?...

Governo argentino com luvas de boxe contra a imprensa livre - 13-8-2010

«A tentativa de controlo completo dos meios de comunicação social que o socratinismo empreendeu, desde a sua chegada ao poder, com maior coercividade desde que alguns escândalos de corrupção foram tornados públicos e as preferências eleitorais pelo Partido Socialista começaram a esboroar-se, devido à má governação, também se passa noutras latitudes e longitudes. » A.B. CALDEIRA 25-08-2010

25 de agosto de 2010

AINDA SÓCRATES EM MANGUALDE: COMO MIGRAR DA MENTIRA POR VOTOS PARA A MENTIRA POR APLAUSOS...

«Ao contrário do que disse o líder do PS em Mangualde, a progressividade dos impostos não desaparece no projecto de revisão constitucional social-democrata.
Em Mangualde, no afã das demolidoras críticas ao projecto de revisão constitucional do PSD, José Sócrates acusou Passos Coelho de querer eliminar o artigo 104.º da Constituição, relativo aos impostos, que prevê a progressividade do IRS.
No anteprojecto de revisão social-democrata, esse artigo é, de facto, suprimido. Mas todo o seu articulado é integrado e mantido intacto no artigo 103.º, relativo ao sistema fiscal.
 
Independentemente das críticas à proposta do PSD, o facto é que para já a reforma da saúde de Barack Obama não passa propriamente pela criação de um serviço público de saúde.  Ao "demolir" a proposta de revisão constitucional laranja, Sócrates conseguiu a maior ovação dos militantes quando acusou o PSD de querer acabar com o Serviço Nacional de Saúde para todos. E até se serviu de um exemplo internacional para demonstrar a bizarria da proposta laranja de eliminar o "tendencialmente gratuito" na saúde. Precisamente, os EUA: "É extraordinário que Obama faça uma reforma para criar um serviço nacional de saúde, e haja aqui uma força política com uma proposta do passado."
O Presidente americano alargou o acesso dos seus conterrâneos aos cuidados médicos revendo as regras dos seguros privados. O estado passou a apoiar mais as camadas desfavorecidas, subsidiando os seguros [privados], e obrigou as empresas a fazerem o mesmo para os seus trabalhadores.»

24 de agosto de 2010

E IMAGENS DELES A EMBARCAR, SENHOR MINISTRO, TAMBÉM PODE SER?

«O Ministro da Defesa Nacional decidiu anunciar - curiosamente no jornal que tem vindo a publicar notícias sobre as aquisições de material militar - que, já em Outubro, irão seguir para o Afeganistão militares da célula de informações.
Não contente com esta revelação, Santos Silva anuncia ainda - mas "sem querer ser precipitado" - que o mesmo deverá acontecer no Líbano.
Temos, portanto, um ministro que anuncia, ao mundo, o envio de operacionais de informação.
Deve ser uma nova doutrina de segurança... Pobre General Pedro Cardoso, tanto trabalho para istoR.MOITA DE DEUS 23-08-2010

23 de agosto de 2010

CONCURSOS PROIBIDOS? E EM LAGOS?

«O CONGELAMENTO DAS ADMISSÕES A PARTIR DE 1 DE JULHO FOI ANUNCIADO NO PEC2. MAS OS CONCURSOS SUCEDEM-SE...
Só na administração local abriram concursos para mais de 1500 postos de trabalho. A maioria são "assistentes operacionais", mas ainda são muitos os concursos para "provimento" de novos técnicos superiores para o Estado. A intenção do governo Sócrates de congelar as admissões na administração pública a partir de 1 de Julho, anunciada por Teixeira dos Santos e "assinada" nas medidas do Programa de Estabilidade e Crescimento, tinha várias excepções, a começar pelos concursos anteriormente lançados. Mas, mesmo descontando todas as novas entradas na administração pública resultantes de concursos "em processamento" antes de 1 de Julho, continuam a somar-se às centenas as aberturas de concurso

A diminuição da despesa da máquina do Estado vai ser um dos pontos em discussão no Orçamento do Estado para 2011. Os números conhecidos do relatório de execução orçamental mostram um aumento de 5,7% na despesa corrente primária.» iONLINE 23-08-2010
E EM LAGOS COMO ESTÁ A SER?
A INFORMAÇÃO FINANCEIRA EXISTENTE NO SITE DA AUTARQUIA APENAS CONTÉM AS PEÇAS ORÇAMENTAIS. 
ENTÃO E OS RELATÓRIOS MENSAIS COM OS RESPECTIVOS DESVIOS /REAL E /ORÇAMENTO?  E O BALANÇO SOCIAL?

Segundo a Lei nº 2/2007 de 15 de Janeiro, que aprova a Lei das Finanças Locais, deverão os municípios disponibilizar documentação financeira no respectivo sítio na Internet, bem como os documentos previsionais e de prestação de contas.

É O QUE CHAMA UMA LEI "À MANEIRA": NÃO OBRIGA CLARAMENTE À PRESTAÇÃO PÚBLICA DE CONTAS REAIS, SÓ DOS ORÇAMENTOS ANUAIS...
COISAS DE JURISTAS CENTRALISTAS AOS QUAIS ALGUNS OPTARAM CONSCIENTEMENTE POR PRESTAR VASSALAGEM DIÁRIA PENSANDO LUCRAR COM ISSO, TODOS UNIDOS "POLITICAMENTE" NESTE CAMINHO TERRESTRE PARA A MISÉRIA TOTAL... 
É ESSA A SUA RESPONSABILIDADE POLÍTICA E FOI ESSE O SEU ERRO BÁSICO.
SOBRE O TAL LUCRO DA VASSALAGEM PROVINCIANA LOGO FALAMOS UM DIA DESTES. PARECE UM FILME DO ETTORE SCOLA (E NÃO É "O BAILE")...

21 de agosto de 2010

20 de agosto de 2010

HOMESSA, QUE GRANDES CALINADAS DE SERVIÇO


«O líder do PSD veio a Quarteira. Deixou o anátema de uma crise política. Colocando condições para aprovar o próximo orçamento. E dando mesmo uma data limite. Porque o fez? Para pressionar o Governo? Ou talvez para pressionar o Presidente da República? Politizou a justiça. Deixando no ar suspeições. Sem concretizar nada. Apenas para reafirmar que o PGR não tem condições para se manter. A quem quis atingir? O governo? Ou talvez Cavaco Silva (de quem, em última instância, depende a continuidade de Pinto Monteiro). Passos quer condicionar Cavaco.
Sobre a revisão constitucional nem uma palavra. Arrepiou caminho no seu ímpeto liberal. Era apenas um teste aos portugueses. À sua capacidade de compreensão. Reduzir a protecção social ao mínimo, consolidar posições do sector privado na saúde e na educação, acabar a justa causa nos despedimentos. Será que percebemos bem? Ou Passos não se explicou como deveria ser? Teve agora uma oportunidade. Calou-se. Seriam frentes demais contra Cavaco.
Bem podia ter dito uma palavrinha sobre a região. Nada. Sabemos bem o que significa este silêncio. Incómodo. Contradições profundas. Portagens na Via do Infante? Está ou não de acordo? Hospital Central do Algarve? Acaba ou não com todas as parcerias público-privadas ainda não contratadas? Sobre regionalização, mudo e quedo. Aqui o líder do PSD está de acordo com Cavaco. Mas isso afronta algumas estruturas regionais do PSD. Por isso não se atreveuMIGUEL FREITAS 20-08-2010

BEM, CERTO CERTO É QUE «O LIDER DO PSD VEIO A QUARTEIRA» TUDO O RESTO...:
- PEDRO PASSOS COELHO (PPC) POLITIZOU A JUSTIÇA? O PS NÃO, POIS TÁ CLARO... E QUEM FEZ UM PROJECTO DE DECRETO (AINDA NÃO APROVADO NEM PUBLICADO) PARA AUTORIZAR O VICE-PGR A CONTINUAR EM FUNÇÕES DEPOIS DO LIMITE DE IDADE FOI O PPC NÃO? O MESMO VICE-PGR QUE MANDOU ARQUIVAR O P. FREEPORT A DOIS DIAS DE TERMINAR O SEGREDO DE JUSTIÇA? POIS, POIS, MAIS UM PINGO DOCE...
- PPC QUER CONDICIONAR CAVACO? A CONSTITUIÇÃO E O PS NÃO, POIS TÁ CLARO... O PS TEM TIDO UM COMPORTAMENTO EXEMPLAR NA GESTÃO DOS DINHEIROS PÚBLICOS E A CONSTITUIÇÃO É PRESIDENCIALISTA...
- PPC TEVE AGORA A SUA OPORTUNIDADE DE FALAR SOBRE O ESTADO SOCIAL E CALOU-SE? BASTA REVER O DISCURSO, AINDA ESTÁ NO SITE DO PSD, PARA CONSTATAR EXACTAMENTE O CONTRÁRIO...
- SILÊNCIO? QUAL SILÊNCIO, O DA CLEPTOCRACIA POLÍTICA, O DA CULPA ORA OCULTADA,  ORA PRESCRITA, ORA COFRADA DO ALVES DOS REIS REINCARNADO E  DOS CADA VEZ MAIS INCOMODADOS MENSAGEIROS, QUEM DE FACTO O ESCUDA CADA VEZ MAIS SILENCIOSAMENTE? NEM SILÊNCIO, NEM MEDO.

HOMESSA, QUE GRANDES CALINADAS !

19 de agosto de 2010

UMA PETIÇÃO CONTRA O DESPERDÍCIO DE COMIDA

«Caro concidadão
Trago uma questão social real e concreta, que poderá ser uma boa prova de aferição de uma mudança real e concreta por parte do PSD:
Todos os dias incontáveis refeições completas são deitadas fora nos refeitórios das empresas ( para não falar em supermercados, restaurantes, etc ); a isso obriga a lei, por razões de saúde pública.
Não deveria ser possível escrever-se numa mesma frase, Lei de Saúde Pública - Desperdício Alimentar - Portugueses com Fome.
A partir daqui podem-se tomar duas atitudes:
1 - "Pois é, é a lei; olha que maçada mas, não se pode fazer nada".
ou então
2 - Alterar-se/adaptar-se a lei ( feita por homens e para os homens ), de modo a permitir que todo esse alimento em perfeitas condições, seja verificado, acondicionado, transportado e distribuído a quem precisa.

Temos de ser mais exigentes connosco próprios enquanto cidadãos e com quem nos representa e governa.

Vantagens na alteração da Lei :
1ª Social - Esta não precisa de grandes floreados nem considerações, pois pode eliminar de alguma forma, com a fome que assola muitos portugueses., dando-lhes alento e esperança num melhor futuro, especialmente nesta fase de descrença.
2ª Económica - Ao aproveitar as incontáveis refeições que sobram todos os dias, as várias associações ( estatais ou não ) poupam muitos recursos financeiros, que poderão ser utilizados para outros fins. 
3ª Exemplo Cívico - Será um excelente exemplo cívico, dado aos cidadãos deste País e uma boa publicidade que Portugal passará para o Estrangeiro. 
Posto isto, criei e envio uma Petição Pública chamada Desperdício Alimentar e gostaria que a lesse, caso concorde assine e a divulgue com toda a sua alma lusa.
Também coloquei aqui no Facebook um grupo chamado ACABAR com o DESPERDÍCIO ALIMENTAR, ao qual gostaria que aderissem e participassem com ideias, críticas e sugestões.
No fundo, o que todos pretendemos é um Portugal melhor.
Cumprimentos,
António Costa Pereira
cidadão português»

18 de agosto de 2010

O INHO DA DINASTIA MING PORTUGUESA

«O país arde? «Nós estamos relativamente bem», assegura essa maravilhosa criatura que é o Joãozinho Soares, virando-se logo para a Rússia como termo de comparação. Também conseguiu meter o La Féria e a Herdade dos Salgados - que é um espaço para pobrezinhos se acolherem no Algarve - na conversa sobre os incêndios. Durante uns anos, o bom senso imperou e fomos poupados ao Joãozinho. Mas o fatal dr. Sampaio puxou-o para cima mesmo não gostando dele. E daí para diante nunca mais nos vimos livres dele. Não é por nada (é um gajo porreiro) mas ganhava muito em estar calado. E nós com ele.» PORTUGAL DOS PEQUENINOS 17-08-2010
DINASTIA DA MÍNGUA

17 de agosto de 2010

FUNDOS EUROPEUS: GOVERNO DESVIA PARA LISBOA FUNDOS DESTINADOS AO RESTO DO PAÍS

«O dinheiro da Comissão Europeia destinado às regiões mais pobres do País foi desviado para Lisboa ao abrigo das excepções às regras dos fundos comunitários.
As regras negociadas com a Comissão Europeia possibilitam ao Governo usar em Lisboa o dinheiro das regiões mais pobres em três situações específicas: modernização da Administração pública, formação da Função Pública e apoios a consórcios de investigação e desenvolvimento, em que um dos parceiros esteja na capital, adianta ainda o Jornal de Notícias.
Segundo o mesmo jornal, os fundos investidos em Lisboa já ultrapassam os 154 milhões de euros (um aumento de seis milhões em meio ano), sendo que a modernização da máquina da Administração Pública foi a que mais dinheiro recebeu.» OBSERVATÓRIO DO ALGARVE 16-08-2010

Em 15-02-2010 o JN publicava o seguinte texto:
«Desvio de dinheiro está a tornar-se intolerável, considera gestor do programa regional do Norte.
Ao fim do primeiro ano de aplicação do QREN, Lisboa captou fundos comunitários ao abrigo do regime do chamado "efeito difusor" no valor de 193 milhões de euros, dos quais 148 serão contabilizados como se tivessem sido investidos no Norte, Centro e Alentejo.
Além disso, e já que os fundos só cobrem parte do investimento, o Orçamento de Estado é chamado a cobrir a parte restante. De acordo com o Observatório do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), o valor total do investimento propiciado pelo uso do "efeito difusor" ascende a 418 milhões de euros.
Este efeito, também chamado de "spill over", foi negociado entre o primeiro Governo de José Sócrates e a Comissão Europeia e diz que uma parte dos fundos comunitários dados pela União especificamente para desenvolver as três regiões mais pobres do país - Norte, Centro e Sul - pode ser aplicada em Lisboa, sob o argumento de que certos investimentos lá realizados têm efeitos benéficos sobre o resto do país. Em causa estão, sobretudo, gastos com a modernização da Administração Pública.
No final de 2009, o montante investido em Lisboa com recurso à cláusula de excepção representava 0,2% da verba já aprovada no Programa Operacional Potencial Humano, para formação profissional (neste caso, de funcionários públicos). Mas, no segundo Programa Operacional em que se aplica - o de Factores de Competitividade, sobretudo no que toca à modernização da Administração Pública -, o valor ascendia a 8,8% do total aprovado. Esta percentagem é "bastante significativa" e "deveria diminuir", considera Mário Rui Silva, gestor do fundo comunitário específico da região Norte (PO Norte).
O responsável pensa que o dinheiro das regiões investido em Lisboa está "no limite dos limites", mas escusou-se a dizer quanto seria adequado. Reafirmou, antes, o princípio que, entende, deve ser seguido: "Os fundos são dados para induzir mudança estrutural nas três regiões de convergência, pelo que os recursos devem ser afectados a essas regiões".»

CONTINUA O REGABOFE. ULTRAPASSARAM-SE OS LIMITES DO TOLERÁVEL E INSISTE-SE NO MESMO PADRÃO QUE LEVOU À DESGRAÇA ACTUAL.
ALGO DE MUITO GRAVE PODE ESTAR PARA ACONTECER. NÃO É PRECISO SER BRUXO.

16 de agosto de 2010

OS FOGUETES E AS CANAS DA TRAGÉDIA

Há uns dias o ministro da administração interna pedia para que os portugueses não lançassem foguetes. Compreende-se. É verão. Tempo de festas e romarias e, de norte a sul, do litoral ao interior, não há aldeia que não lance os seus foguetes. De manhã à noite. Curioso é que a lei proíbe o lançamento de foguetes. Falta fazer cumprir a lei. E essa parte é mesmo competência do ministro. Custa é votos.

15 de agosto de 2010

SÓ CÁ FALTAVA ESTE

Há um par de anos arderam uns hectares de floresta privada, limpa e cuidada. O fogo veio da vizinhança, de uns baldios* que o Estado nunca limpa e ignora porque pode.
Este ano os terrenos vizinhos, umas matas mal amanhadas e nunca limpas que são propriedade do Estado já fumegaram.
O senhor Ministro diz que nacionaliza e outros disparates próprios de quem ainda não nos deu uma satisfação que seja sobre o PRODER -1% de taxa de execução - própria de quem faria melhor em estar calado e ir trabalhar. O mais acertado era os produtores florestais ameaçarem privatizar os terrenos que o Estado não limpa, não cuida e que acabam por prejudicar todos. Por outras palavrinhas: E se o senhor Ministro fosse trabalhar em vez de nos fazer perder tempo e paciência?
* utilizo baldios no sentido informal; terreno mal cuidado que assim se encontra por abandono e não no jurídico onde a competência para a sua gestão não é do Estado. 

14 de agosto de 2010

O QUE MAIS SERÁ PRECISO PARA SEPARAR O JÁ TÃO POUCO TRIGO DE TÃO PUTREFACTO JOIO?

«O que move as sucessivas vozes, quais oráculos, clamando por uma intervenção do PR quanto ao PGR, na sequência dos episódios do fim do caso Freeport?
Descontemos os candidatos a PR, cujo objectivo facilmente se percebe.
É a credibilização da Justiça – numa confusão, quiçá propositada, entre Justiça e Ministério Público (MP) em que os oráculos não deviam cair – e o facto de o PGR ter sido nomeado pelo PR, como proclamam?
Curiosidades: é comum a tais oráculos movimentarem--se na área de influência do partido do Governo; nada terem dito sobre o apoio do MJ ao PGR – Alberto Martins é candidato a "nadador salvador" do ano pois já é a segunda bóia que lança ao PGR na sequência de idêntico apoio no caso Face Oculta – ; não reclamarem uma intervenção do PM quanto à actuação do PGR.
Nem se diga que o PM tem de manter o silêncio. Aqueles argumentos ainda se aplicam com mais razão de ser ao PM. A credibilização do MP deve ser preocupação do Governo, tanto ou mais do que do PR, e o PR só nomeia o PGR por indicação do Governo.
A conclusão é óbvia: a preocupação real dos oráculos não é aconselhar bem o PR, mas antes amarrar o PR às actuações/decisões do PGR nos casos Freeport e Face Oculta.»

«É engraçado ver as vozes que, sob o pretexto do prestígio da Justiça, atacam instituições legítimas, cujos membros e dirigentes são conhecidos e que não vivem de subsídios do Estado, calarem-se perante os poderes ocultos da sociedade, tipo Opus Dei e Maçonaria.
A mesma atitude tiveram face à opacidade do arquivamento, pelo PGR, em expediente administrativo, da denúncia do crime de atentado contra o Estado de Direito, no âmbito do caso Face Oculta.
A democracia vive bem sem pais, papas ou padrinhos, mas não sobrevive sem liberdade de associação e de expressão.»

13 de agosto de 2010

A MORTE À SOLTA OU A DESORGANIZAÇÃO DE UM PAÍS INTEIRO


«Depois de o vice-presidente da Câmara de São Pedro do Sul, Adriano Azevedo, ter dito que o reacendimento do fogo naquele concelho podia ter sido evitado pelos militares, que continuam parados, o presidente da  AsproCivl devolveu as críticas.
«A Câmara de São Pedro do Sul já devia ter nomeado o seu comandante operacional municipal há dois anos» e, por causa disso, «não está a cumprir a lei», disse Ricardo Ribeiro, considerando que os argumentos da autarquia não fazem qualquer sentido.
O presidente da AsproCivl reforçou que «a primeira pessoa responsável pela Protecção Civil nos municípios é o presidente da câmara».
Ricardo Ribeiro disse ainda que apenas 20 por cento das autarquias estão a cumprir a lei. Há uma atitude, que me parece concertada, da Associação Nacional de Municípios», já que várias câmaras recusam-se a «nomear os comandantes operacionais municipais nos termos a que a lei obriga».
Também o porta-voz do Estado-Maior do Exército rejeitou as críticas de Adriano Azevedo e garantiu que a centena de militares no terreno está sob o comando directo da Autoridade Nacional da Protecção Civil, entidade responsável pela cordeação do combate aos fogos florestais.
«Os militares quando recebem orientações vão para o terreno e cumprem em conformidade com as orientações que lhes dão», assegurou Hélder Perdigão.»
TSF 12-08-2010


ENTRETANTO HÁ CIDADÃS E CIDADÃOS A MORRER NA LUTA CONTRA O FOGO. 

12 de agosto de 2010

LAGOS BUSINESS PARK ?


Toda uma nova área de negócio que se abre  agora quanto a sinalização rodoviária: uma placa de sinalização que faz publicidade anunciando uma coisa que não existe... 
Por outro lado, este é mais um bom exemplo da assumidíssima negação pelo presidente da CML Júlio Barroso quanto à centralidade de Lagos, coisa aliás bem perceptível até no pormenor da dimensão das letrinhas desta placa...
Como toda a gente anda literalmente "com os cornos no chão", e para que não digam que é mentira, aqui vai a foto com um pedido de informação a quem souber e estiver autorizado a informar onde será este "futuro business park". Será no Porto de Lagos? Não deve ser, porque quem envia esta foto diz que seguiu a indicação e veio parar a Lagos, via Chinicato.
A placa está colocada na rotunda que antecede a entrada no Retail Park de Portimão e assinala "à la Negreiros":

LAGOS
futuro
business
park

11 de agosto de 2010

SOCIALISMO CAPITALISTA

imagem PÚBLICO
«Recomendo no i, de 6-8-2010, sobre o escândalo de isenção das mais-valias na venda da Vivo pela PT (um por cento do défice do Estado português!): «Uma lição de justiça fiscal que fica por 510 milhões de euros».Veremos o que o governo (não) fará para recuperar este dinheiro que fugiu pela porta do cavalo do socialismo capitalista.» A.B.CALDEIRA 10-08-2010

10 de agosto de 2010

LES UNS ET LES AUTRES...

«O PAÍS ESTÁ ENTREGUE A UMA QUADRILHA DE SONSINHOS E A JUSTIÇA A FAZER DE CAPONE. OS PORTUGUESES TÊM NOÇÃO DISTO TUDO.
UNS VIVEM DESTES JOGOS E OS OUTROS PORTUGUESES VÃO FICANDO CADA VEZ MAIS REVOLTADOS.»
Comentário de LJER a este POST

9 de agosto de 2010

VÓMITO JURÍDICO

Art. 1º do Dec.-Lei 35/2010 de 15 de Abril: 
 Os artigos 143.º e 144.º do Código do Processo Civil aprovado pelo Decreto -Lei n.º 44 129, de 28 de Dezembro de 1961, alterado pelo Decreto -Lei n.º 47 690, de 11 de Maio de 1967, pela Lei n.º 2140, de 14 de Março de 1969, pelo Decreto -Lei n.º 323/70, de 11 de Julho, pela Portaria n.º 439/74, de 10 de Julho, pelos Decretos -Leis n.os 261/75, de 27 de Maio, 165/76, de 1 de Março, 201/76, de 19 de Março, 366/76, de 15 de Maio, 605/76, de 24 de Julho, 738/76, de 16 de Outubro, 368/77, de 3 de Setembro, e 533/77, de 30 de Dezembro, pela Lei n.º 21/78, de 3 de Maio, pelos Decretos -Leis n.os 513 -X/79, de 27 de Dezembro, 207/80, de 1 de Julho, 457/80, de 10 de Outubro, 224/82, de 8 de Junho, e 400/82, de 23 de Setembro, pela Lei n.º 3/83, de 26 de Fevereiro, pelos Decretos -Leis n.os 128/83, de 12 de Março, 242/85, de 9 de Julho, 381 -A/85, de 28 de Setembro e 177/86, de 2 de Julho, pela Lei n.º 31/86, de 29 de Agosto, pelos Decretos -Leis n.os 92/88, de 17 de Março, 321 -B/90, de 15 de Outubro, 211/91, de 14 de Junho, 132/93, de 23 de Abril, 227/94, de 8 de Setembro, 39/95, de 15 de Fevereiro, 329 -A/95, de 12 de Dezembro, pela Lei n.º 6/96, de 29 de Fevereiro, pelos Decretos -Leis n.os 180/96, de 25 de Setembro, 125/98, de 12 de Maio, 269/98, de 1 de Setembro, e 315/98, de 20 de Outubro, pela Lei n.º 3/99, de 13 de Janeiro, pelos Decretos -Leis n.os 375 -A/99, de 20 de Setembro, e 183/2000, de 10 de Agosto, pela Lei n.º 30 -D/2000, de 20 de Dezembro, pelos Decretos -Leis n.os 272/2001, de 13 de Outubro, e 323/2001, de 17 de Dezembro, pela Lei n.º 13/2002, de 19 de Fevereiro, e pelos Decretos--Leis n.os 38/2003, de 8 de Março, 199/2003, de 10 de Setembro, 324/2003, de 27 de Dezembro, e 53/2004, de 18 de Março, pela Leis n.º 6/2006, de 27 de Fevereiro, pelo Decreto -Lei n.º 76 -A/2006, de 29 de Março, pelas Leis n.º 14/2006, de 26 de Abril e 53 -A/2006, de 29 de Dezembro, pelos Decretos -Leis n.os 8/2007, de 17 de Janeiro, 303/2007, de 24 de Agosto, 34/2008, de 26 de Fevereiro, 116/2008, de 4 de Julho, pelas Leis n.os 52/2008, de 28 de Agosto, e 61/2008, de 31 de Outubro, pelo Decreto -Lei n.º 226/2008, de 20 de Novembro, e pela Lei n.º 29/2009, de 29 de Junho, passam a ter a seguinte redacção: ....
(fim de citação)

ESTE "EXEMPLO" LEGISLATIVO CIRCULA POR E-MAIL HÁ ALGUM TEMPO. TAMBÉM O RECEBEMOS.
ENTRETANTO PORTUGAL CONTINUA REFÉM (OU TARDA EM LIBERTAR-SE) DE UM PODER LEGISLATIVO QUE FOI CONSCIENTEMENTE PREVERTIDO AO LONGO DOS ANOS PARA FUNCIONAR COMO UMA ESPÉCIE DE CENTRO COMERCIAL DA CLEPTOCRACIA PORTUGUESA. 
SÃO QUASE TODAS AS PROFISSÕES QUE O VÊM AFIRMANDO AO LONGO DE ANOS. 
E O ALVES DOS REIS REINCARNADO RI-SE, AINDA CERTO DAS SUAS FUTURAS VITÓRIAS DE PIRRO...
E O PESSOAL DO BALCÃO QUE AINDA NÃO SE PIROU E QUE JÁ INCHOU ATÉ AOS LIMITES DO IMPOSSÍVEL UM DIA DESTES ARREBENTA...

8 de agosto de 2010

FALA QUEM SABE E QUEM TEM CORAGEM


 
(Plano Inclinado 18-07-2010)

«A Educação vista por quem tem coragem.
Vejam as críticas feitas pela Directora da melhor escola pública!!! 

E até é do PS.»

7 de agosto de 2010

MOMENTOS DE TERNURA

Nota-se especialmente o uso da palavra 'património', sabiamente escolhida e destacadamente escrita com maiúscula. É realmente o que está em causa: não o  dos valores democráticos espezinhados, não o deste próprio partido e do seu contributo para implementação da democracia, mas sim o PATRIMÓNIO DO ESTADO (e dos PORTUGUESES) e a IMPUNIDADE com que tem sido serviço o banquete da rapina dos que dele se têm servido ao longo de quase 20 anos !
Acontece que a diferença entre Ser e Parecer será evidenciada num Futuro próximo, de modo ainda desconhecido, mas certamente surpreendente. Veremos então o tratamento que merece.


Um comentário de António P. Castro no site referido:
«Todos, então, ao Terreiro do Paço, em “manifestação espontânea” de apoio ao nosso querido Presidente do Conselho e de repúdio pelas actividades subversivas das oposições.
E chegámos a isto… Resta-nos emigrar. Mas, antes de emigrarmos, impõe-se talvez obter resposta à seguinte pergunta:
o pastel de Belém está a banhos?»

6 de agosto de 2010

BOMBA DE HIROXIMA ABRIU ERA ATÓMICA HÁ 65 ANOS

«A 6 de agosto de 1945, uma bomba atómica arrasava a cidade japonesa de Hiroxima. Três dias depois, uma outra bomba destruía o porto de Nagasáqui. EUA tornavam-se a primeira potência a possuir a arma atómica e forçavam o Japão à rendição. VEJA NO GRÁFICO ANIMADO imagens chocantes dos bombardeamentos e saiba como foram construídas as bombas que mudaram o mundo.» EXPRESSO 06-08-2010

5 de agosto de 2010

REENGENHARIA HUMANA EM CURSO?...






"BRAIN EATING VACCINES
(a busca Nº1 no Google a 3 de Agosto de 2010!...)

LÍTIO NA ÁGUA, VACINAS INDUTORAS DE LOBOTOMIA DO CÉREBRO...?
Muitos "arrumarão" interiormente este assunto como "teoria da conspiração", mas veja primeiro este vídeo, para não dizer depois que não sabia, ou que ninguém o avisou...

ISTO ESTÁ REALMENTE A ACONTECER !!! V. LINKS ABAIXO.
The establishment media and the scientific dictatorship are promoting brain-eating vaccines that virtually lobotomize people and rewire their brains into a state of subservient compliance so that their natural instinct to get angry and rebel against the tyranny being imposed upon them is neutered and sterilized.
"Academics say they are close to developing the first vaccine for stress - a single jab that would help us relax without slowing down," reports the Daily Mail.

VACINES OU VACCSASSINS? 

SEGREDOS ALIMENTARES...
FOOD THE ULTIMATE SECRET EXPOSED PT1 

4 de agosto de 2010

ABOUT FREEPORTUGAL E O FUTURO DA JUSTIÇA: UM TEXTO LAPIDAR.


«O PGR Pinto Monteiro disse numa entrevista ao DN de hoje algo que não é inédito, pois que já se havia pronunciado de modo equívoco logo no início do mandato, sobre os "condes, duques e marquesas" do M.P. Poucos entenderam precisamente o que quis dizer, mas hoje complementou bem ao dizer que "é absolutamente necessário que o poder político (seja qual for o governo e sejam quais forem as oposições) decida se pretende um Ministério Público autónomo, mas com uma hierarquia a funcionar, ou se prefere o actual simulacro de hierarquia em que o procurador-geral da República, como já vem sido dito, tem os poderes da Rainha de Inglaterra e os procuradores-gerais distritais são atacados sempre que pretendem impor a hierarquia."

Com estas declarações, o PGR Pinto Monteiro não tem quaisquer condições para continuar no cargo porque não acredita no MP, como pelos vistos nunca acreditou. Acredita no poder político. E por isso apela ao mesmo para modificar estas normas do estatuto do MºPº:
(...)
Um magistrado da primeira instância do MP, como são os do Freeport ou da Face Oculta têm tantos poderes como os magistrados do STJ, com uma diferença: cada um na sua instância. Se o PGR quiser alterar ou modificar a atitude dos magistrados da primeira instância, deve explicar porquê através de instruções escritas. E se a hierarquia intermédia quiser intervir directamente num processo tem um meio idóneo: avoca o processo ao magistrado titular. E percebe-se bem porquê: seria inadmissível que o PGR ou outro superior hierárquico no MP dessem ordens verbais, informais e exigissem comportamentos ao magistrados nas instâncias inferiores que estes repudiassem moral ou eticamente. Estas regras de procedimento hierárquico existem para proteger os cidadãos do arbítrio do MºPº e do abuso de poder através da denegação de justiça efectiva e prática e nesse caso insindicável. Estes problemas só se colocam quando os elementos do poder político são incomodados e isso deveria fazer reflectir o povo em geral e os jornalistas em particular.
A autonomia interna do MºPº tem um sentido e uma função: assegurar que os magistrados não sejam pressionados pela hierarquia, indevidamente.
É um velho problema e que parece que Pinto Monteiro não quer entender ou prefere olvidar.

Se é isso que o PGR pretende que o diga claramente, porque o seu discurso deixou de fazer sentido. Mesmo político.

Além disso, Pinto Monteiro decidiu o caso do expediente do Face Oculta, com as escutas fortuitas ao primeiro-ministro, do modo como decidiu e de acordo com as competências que a lei lhe confere nesse caso singular: sózinho, sem dar cavaco a ninguém, mesmo à Assembleia da República, quando esta lhe pediu a cópia do despacho administrativo que proferiu num expediente que nem inquérito era. Se isso não é ter poder, não sei o que seja ter poder. Efectivo e real. Sem delegação nem sindicância.»PORTA DA LOJA 03-08-2010
 E AGORA, JOSÉ?

3 de agosto de 2010

(IN)DEPENDÊNCIAS

«O Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) considerou hoje que o Ministério Público, devido aos últimos desenvolvimentos do caso Freeport e a outras situações, "atravessa, provavelmente, a sua maior crise de sempre".
"São conhecidas e não são de hoje, nem de ontem, as críticas e as reservas que o SMMP faz relativamente à gestão e coordenação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), que depende diretamente do procurador geral da República", declarou à agência Lusa João Palma, presidente do SMMP.» LUSA 29-07-2010


2 de agosto de 2010

«O ALGARVE» REALIZA CONFERÊNCIA EM PORTIMÃO

«O semanário «O Algarve» vai realizar a conferência «O Algarve na Nova Economia Global», no próximo dia 5 de Agosto, pelas 15 horas, no auditório Júlio Bernardo do Museu de Portimão, dando seguimento à sua estratégia de afirmação e envolvimento com a comunidade, lançando, em simultâneo,  a revista 100 Maiores e Melhores Empresas do Algarve.
Para já, estão confirmados como oradores, João Duque, economista, João Wengorovius Meneses, gestor da ONG TESE – Associação para o Desenvolvimento, João Faria, presidente da CCDR Algarve, e Vítor Neto, presidente da NERA – Associação Empresarial da Região do Algarve. O acolhimento será feito por Manuel da Luz, presidente da Câmara Municipal de Portimão, que recebe esta iniciativa, realçando o facto do esclarecimento e debate de ideias contribuírem para enfrentarmos, com mais rigor e consciência, a realidade económica do país.» O ALGARVE 30-07-2010
QUEM FOI E INSISTE EM SER PARTE DO PROBLEMA MUITO DIFICILMENTE SERÁ PARTE DA SOLUÇÃO!!! PELO MENOS SÓ COM CENOURAS...

OU SERÁ QUE JÁ NÃO EXISTEM CLEPTOCRATAS INSTALADOS CONFORTAVELMENTE NO ALGARVE COMO FIÉIS PROCURADORES DA RAPINA CENTRALISTA, ALARDEANDO O MAIS COMPLETO DESPREZO PELAS POPULAÇÕES E DIREITOS REGIONAIS?

1 de agosto de 2010

O "CIDADÃO RELEVANTE" JOSÉ SÓCRATES IMUNE À INVESTIGAÇÃO FREEPORT

«Na reunião de Haia, com as autoridades inglesas, foi recusada a possibilidade de a investigação visar o primeiro-ministro. Equipas mistas rejeitadas.
A reunião em Haia, na sede da Eurojust, em Fevereiro de 2009, marcou o rumo da investigação do caso Freeport. Várias fontes contactadas pelo CM garantem que nesse encontro ficou claro que a investigação ao licenciamento do ‘outlet’ de Alcochete não atingiria José Sócrates. Cândida Almeida, directora do DCIAP, ter-se-á mesmo indignado quando os ingleses sugeriram equipas mistas e mostraram interesse em investigar o actual primeiro-ministro português. A hipótese foi liminarmente recusada e o DCIAP manteve o rumo da investigação: determinar se houve subornos, mas sem que alguma vez se tentasse apurar se foram feitos efectivos pagamentos a membros do Governo.
Ainda segundo o CM apurou, na mesma reunião – realizada por proposta dos ingleses – foi igualmente equacionada a hipótese de as contas bancárias de José Sócrates serem alvo de análise. Mais uma vez, tal possibilidade foi liminarmente recusada.
Além de Lopes da Mota – então director da Eurojust – estiveram na mesma reunião Vítor Magalhães e Pais Faria, os procuradores do processo, bem como Moreira da Silva e Pedro do Carmo, directores adjuntos da PJ. Maria Alice, coordenadora superior, a quem a investigação estava entregue, acompanhou igualmente o encontro.
Depois disso, foram muitas as diligências efectuadas. Mas em nenhuma por alguma vez foi admitida a inquirição ou interrogatório de José Sócrates.
O último plano de diligências que consta no processo – elaborado pela responsável da PJ de Setúbal – é datado de Abril deste ano e enumera uma série de audições e pedido de informação bancária que ainda deve ser efectuada. Maria Alice, responsável da PJ, não incluiu Sócrates no rol de pessoas a ouvir – mas teve o cuidado de sugerir que as mesmas 'poderiam ser complementadas com diligências determinadas pelos magistrados'. Vítor Magalhães e Pais Faria emitiram um despacho onde diziam que 'concordavam integralmente' com o que havia sido sugerido.
Cândida Almeida esteve ontem incontactável. O gabinete da PGR disse ao CM que Pinto Monteiro nunca deu qualquer instrução no processo Freeport, nem na reunião de Haia, 'tendo a directora e os procuradores actuado com total autonomia'.» A.B.CALDEIRA 31-07-2010 citando CM da mesma data
CADA DIA MELHOR.
E TODOS NÓS CADA VEZ MAIS "CIDADÃOS IRRELEVANTES"...
Então está bem.