31 de outubro de 2010

1 PORTUGUÊS AOS COMANDOS DO FMI/EUROPA

«Tenho imensa consideração por António Borges. E trabalhei com ele. Raramente estou com ele. É complicado. Passa os dias a viajar de um lado para o outro. Esta sua nomeação para o FMI é uma boa notícia. Significa que o vou ver mais por cá.» R.M. DEUS 28-10-2010

30 de outubro de 2010

CORRUPÇÃO NA EUROPA? NÃO, QUE IDEIA...

«Marta Andreasen, uma competente contabilista argentina de renome, com nacionalidade espanhola, ex-chefe contabilista da União Europeia, foi primeiro suspensa e em seguida expulsa pelo crime de ter encontrado um sistema contabilístico caótico, aberto ao roubo e à fraude e ter apresentado propostas para a sua reforma completa. A resolução desta completa ausência de controlo fecharia aquilo a que chamam um banco com os cofres abertos à descrição do roubo e da fraude dos deputados e dos membros da Comissão. Negou-se também a assinar as contas da União, no anterior sempre assinadas pelo seu predecessor corrupto, mas que durante 15 anos nunca tinham sido assinados pelo Tribunal de Auditoria por os auditores encontrarem as contas cheias daquilo que eles classificam como «irregularidades». São €100 Biliões de dinheiro de contribuintes praticamente à disposição de quem quer que lhes tenha acesso, que são roubados sem direito a reclamação por parte dos espoliados.
Em consequência, «em consistência com a recomendação feita unanimemente pelo Conselho Disciplinar, a Comissão decidiu despedir a Senhora Andreasen, permitindo-lhe reter os seus direitos de pensão.» Isto passou-se em 2003/2004. De recordar que em 2003 Marta Andreasen fora eleita personalidade do ano pelo seu alto profissionalismo.
Nessa altura, o Comissário que zela pela fraude e responsável pela auditoria, o Vice-Presidente da Comissão para Assuntos Administrativos, Auditoria e Luta Antifraude, e o OLAF (Organismo Europeu de Luta Antifraude), nada fizeram. Outros acontecimentos confirmam-nos que o OLAF nada faz sobre o que concerne a tipos de corrupção que envolvam governantes e políticos. A Comissão, hoje presidida pelo Barroso, manteve o sistema corrupto tal e qual.»
...
«Os links abaixo contam a história muito melhor e mais completamente. Leiam-se e tome-se conhecimento daquilo que os sabujos portugueses nos escondem. Recordem-se ainda as palavras do Cavaco no sentido de que não importava que o Barroso fosse, o que importava era que fosse português. Poderíamos acrescentar que o que importava era que fosse corrupto e continuasse a permitir a corrupção como até agora o tem feito. (Para quem tenha dificuldade com línguas, lembra-se a existência dos tradutores online, como os do Google, Yahoo e outros, actualmente muito melhores que há alguns anos.)
A jornaleirada fantoche, porca e indigna nacional, pobres barrascos aldrabões que querem que lhes chamem doutores (que ridículo e que risada) só nos conta baboseiras convenientes a corruptos e a ela mesma. Se quisermos conhecer a verdade de assuntos do nosso legítimo interesse, nacionais ou não, temos de recorrer à imprensa dos países democráticos.
http://news.bbc.co.uk/2/hi/europe/7091043.stm
http://news.bbc.co.uk/2/hi/europe/3742148.stm
http://www.financialdirector.co.uk/accountancyage/features/2040268/profile-marta-andreasen-personality
http://www.indhome.com/2009/05/02/could-marta-andreasen-be-the-most-feared-mep-in-history/  » BLOGUE DO LEÃO PELADO 16-09-2009

29 de outubro de 2010

SUBSÍDIOS DE DESLOCAÇÃO E RESIDÊNCIA PARA "ZERO KMS" ???

«Recordo que no poste de 17-10-2010, «Subsídios de deslocação e residência de ministros e secretários de Estado», escrevi neste blogue:

«O ministro das Finanças Teixeira dos Santos copia o estilo do esfomeado deputado socialista Ricardo Gonçalves, ao dizer em 16-10-2010: «Quanto à minha vida pessoal, terei de fazer um esforço».... Coitado do Prof. Teixeira dos Santos!... Para aquilatar do esforço e da isenção, coloco aqui quatro perguntas para os própios responderem e, caso não haja resposta pronta, os media investigarem (desde logo pela declaração patrimonial obrigatória depositada no Tribunal Constitucional), relativamente aos ministros e secretários de Estado, começando já pelo ministro das Finanças:
  1. Qual é o concelho da residência que cada ministro e secretário de Estado indica como domicílio oficial?
  2. Qual o montante do subsídio de deslocação que cada ministro e secretário de Estado recebe (ou não recebe)?
  3. Têm casa em seu nome, do seu cônjuge ou de filhos menores, na área de Lisboa cada um dos ministros e secretários de Estado que recebem subsídio de deslocação?
  4. Quem são os proprietários das casas em que residem efectivamente, em Lisboa, cada ministro e cada secretário de Estado que recebe subsídio de deslocação?
Estas respostas devem ser dadas ao povo, pois os dirigentes políticos têm de dar o exemplo da transparência. Pelas respostas a estas questões se verá o rigor de cada ministro e cada secretário de Estado na tal frugalidade que o ministro das Finanças afirma.»

Os próprios não responderam ao que coloquei, mas o jornalista investigou e publicou. Embora ainda falte muito trabalho de investigação: residências efectivas dos ministros e secretários de Estado receptores de subsídio de alojamento e respectiva propriedade da residência que habitam em Lisboa e, nalguns casos, propriedade da residência indicada fora da área de Lisboa. Quando o Governo pune a classe intrometida dos magistrados judiciais e procuradores com um imposto extraordinário sobre o subsídio de renda, não seria começar lá a rever a atribuição do subsídio de alojamento aos próprios membros do Governo?...

É justo e legítimo o recebimento de subsídio de alojamento de qualquer governante com casa própria na área de Lisboa? O povo agradece uma explicação convincente sobre o alegado recebimento deste subsídio nessas condições, apesar da situação de actual penúria do País.» A.B.CALDEIRA 25-10-2010

SE FOSSEM SÓ OS MINISTROS E SECRETÁRIOS DE ESTADO...

27 de outubro de 2010

SÓCRATES E A CERTIDÃO DOS 383 MILHÕES DE EUROS: DIAP VAI DECIDIR SE ABRE INQUÉRITO OU ARQUIVA A DENÚNCIA

Estão em causa «documentos de fluxos financeiros que alegadamente envolvem familiares do primeiro-ministro, José Sócrates, nos processos Freeport e Cova da Beira, nomeadamente que “referem o desvio de 383 milhões de euros”, envolvendo “o tio, o primo e a mãe” de Sócrates.
Um dos juízes do colectivo anunciou então que iria enviar para a Procuradoria-Geral da República (PGR) uma certidão daquelas declarações. Depois disso, o próprio Mário Machado interveio garantindo que “os documentos estão em dois blocos escondidos em dois sítios diferentes”.
Esta certidão já foi enviada pela PGR para o DIAP, onde o magistrado a quem for distribuído o processo, vai avaliar se há fundamento para abrir inquérito ou, antes para arquivar a denúncia.»
PÚBLICO 27-10-2010
 
post post
 

25 de outubro de 2010

€ PARECERES = € AGRICULTURA + €PESCAS... PORQU€?

«O Governo não desiste e vai aproveitar tudo o que puder até ao último minuto, até à última gota. Na proposta de Orçamento entregue para lá da hora legal e pejada de erros, ainda teve tempo de introduzir seis subtis palavrinhas que, a passarem despercebidas, permitirão aos presidentes de câmara e de junta deixar de responder por despesas ilegais.

Serve a notícia a quem ainda não percebeu por que é que o Governo gasta centenas de milhões de euros em pareceres jurídicos.» ALEXANDRE BORGES 22-10-2010

PIB AGRÍCOLA + PIB PESCAS = FACTURAÇÃO PARECERES E ASSESSORIAS !!!
CONTINUEMOS CALADINHOS E 100+ COMENTÁRIOS...

24 de outubro de 2010

ISTO TEM DE LEVAR UM GRANDE ABANÃO, DE CIMA A BAIXO

«Eu cresci na exaltação das virtudes e méritos de Salazar - entre as quais, a mais louvada era a "sabedoria" com que o homem nos livrou dos horrores da II Guerra. Hoje, sei que não foi sabedoria, mas simples e rasca jogo duplo. Mas isso agora não interessa: de facto, livrou o país da guerra. Só que nunca percebi se foi um mal ou um bem (e peço desculpa pela aparente arrogância da dúvida). 

Não ter vivido o horror da guerra deu aos portugueses uma sensação de invulnerabilidade e desabituou-os dos grandes sacrifícios e da verdadeira noção de serviço ao país

Quando hoje vejo chefes militares a despedirem-se do exíguo contingente de alguns militares que vão para o Afeganistão tomar conta do aeroporto de Cabul, com despedidas dignas de heróis da pátria, sabendo nós que são voluntários e profissionais, que vão ganhar bom dinheiro e só por um azar absoluto é que algum dia verão fogo real, penso que, de facto, perdemos a noção do que sejam sacrifícios. 

E quando vejo os administradores de empresas públicas ou semipúblicas atribuírem-se milionários prémios de gestão por conseguirem lucros a vender bens essenciais em regime de monopólio, penso que tudo isto tem de levar um grande abanão, de cima a baixo.» M.SOUSA TAVARES 14-10-2010

23 de outubro de 2010

O OLHO ESQUERDO DO CROCODILO

«Foi importante fazer psicanálise? Ensinou-lhe alguma coisa sobre si? Não sei. Foi há muitos anos. Não sei se foi aquilo, se foi o tempo. Há um episódio da vida de Alexandre Magno em que ele tinha de tomar uma decisão acerca de uma batalha e, contra seu hábito, estava muito indeciso. Então falaram-lhe de uma mulher que adivinhava o futuro, e ele mandou chamá-la. Ela disse: "Isto é muito fácil. Acendes uma grande fogueira, e as palavras aparecem no fumo. Só não podes pensar no olho esquerdo de um crocodilo." Ele mandou embora a mulher e não acendeu nenhum fogo. É evidente que a proibição iria gerar a transgressão. Escrever é isto: não pensar no olho esquerdo do crocodilo.» ANTÓNIO LOBO ANTUNES entrevista ao EXPRESSO 16-10-2010

22 de outubro de 2010

AS SEMENTES CONTRA A DITADURA DO ESTADÃO DA INCOMPETÊNCIA DOS NOVOS BONZOS, ENDIREITAS E CANHOTOS


José Adelino Maltez à SicN 21-10-2010

JAM: ...uma semente de regeneração vinda do próprio interior de um dos partidos sistémicos é um momento de regeneração menos dolorosa do que uma ruptura.
MC: está a dizer que isso é perceptível dentro do PSD neste momento?
JAM: Eu pelo menos assim o entendo. Até relativamente às pressões a que a actual direcção foi sujeita por parte de ilustres membros do PSD nomeados para importantes lugares de gestão por este governo. Que foram os primeiros a falar em entendimento. É natural, querem manter-se. E até por pessoas que participam dentro de aquilo que na 1ª República se chamavam "os bonzos"...
JAM: Com este estado a que chegámos, com este Estadão...nós temos um ocupante da Liberdade Portuguesa, e nós temos que ter a coragem de quebrar as amarras deste Estadão.
Este é cada vez mais um Estado, como se dizia no séc. XIX, uma espécie de "cão de guarda" dos interesses. Não da propriedade, como se dizia então, mas dos interesses. Alimentado em impostos. E num Povo que transformaram em "servos da gleba" outra vez, desta vez em "servos da gleba hipotecária". A maior parte dos portugueses está dependente deste jogo de empréstimos bancários. É uma rede de escravidão.
O PORTUGUÊS... É A 1ª VEZ QUE TEM UM MURO DIANTE SI, UM MURO CONTROLADO POR UM ESTADÃO EM REGIME DE PPP's... em regime de termos que pagar 100 submarinos... "por causa da Europa", como muito bem aqui disse o Juiz Moreno. 
Como ele muito bem disse, a causa deste descalabro foi a  errada política europeia e o nosso dependencismo face a essa opinião pública... que nos obrigou a PPP's porque queriam desorçamentar os défices.
Mais a nossa incapacidade de assumir uma cidadania europeia. 
NÓS TEMOS QUE CRITICAR ESTE MODELO EUROPEU. TEMOS QUE SER CIDADÃOS DE PRIMEIRA.

MC: Posto isso tudo, o senhor viabilizava o Orçamento ou ia para uma ruptura que nos desse essa janela de oportunidade?
JAM: Dentro do sistema que temos, acho que o PSD teve grande coragem de não ceder a pressões e se formos para "do mal o menos" sempre é melhor do que jogarmos cegamente em quadros vazios.



O PROMETIDO É DEVIDO (remake)

21 de outubro de 2010

MAGIA: COMO PASSAR CERTA DÍVIDA PRIVADA A DÍVIDA PÚBLICA...




Mas se V. Exas. quiserem inverter o movimento é só perguntar: basta 1 semestre !

A FRASE DO DIA

«ESTE ORÇAMENTO É UM ORÇAMENTO VIGARISTA E QUEM O FEZ DEVIA IR PRESO!» MANUELA FERREIRA LEITE, citada na SIC 19-10-2010 

ou ainda, por outras palavras:

«A TSF sabe ainda que na reunião, a ex-líder do partido e antiga ministra das Finanças falou num orçamento vigarista a propósito da proposta do Governo, acrescentando que quem a fez devia ir preso.» TSF 19-10-2010

20 de outubro de 2010

UM LAPSO DE 437 MILHÕES DE EUROS...

«Recomendo a leitura do notabilíssimo trabalho de cidadania do Prof. Álvaro Santos Pereira, no seu blogue Desmitos (via Cachimbo de Magritte), com o poste: «Subir o IVA ou ajudar a Ascendi?», de 18-10-2010, às 6:35. Um excerto:
«sabia que o mesmo governo que está a querer aumentar o IVA vai igualmente transferir 587,2 milhões de euros para a ASCENDI [da Mota-Engil, liderada pelo socialista Jorge Coelho], com a desculpa de levar a cabo a "reposição da estabilidade financeira" da empresa? E que esse "reforço" equivale a um aumento de 289,6% das verbas pagas à ASCENDI em relação a 2010? (p. 212 do Relatório do OE 2011)»

Entretanto, a Mota-Engil solicitou, logo em 18-10-2010, às 16:42 no Jornal de Negócios, corrigir este «lapso» no Orçamento de Estado, pois não precisa de tanto: «só nos são devidos 150 milhões de euros, relativos a 2010». Um lapso de 437 milhões de euros no Orçamento do Estado, da responsabilidade do ministro das Finanças, o tal que queria um cheque em branco do PSD para viabilizar um orçamento desconhecido!...» A.B.CALDEIRA 19-10-2010


TOMEM LÁ, PODE SER QUE PRECISEM, ASSIM JÁ FICA INSCRITA A RENEGOCIAÇÃO DE 2011...(FICÇÃO?)

19 de outubro de 2010

ESTADO TIRA AO POVO PARA DAR A UMA EMPRESA PRIVADA...

«Pois é.
A redução dos salários... o aumento do IVA... as taxas... os cortes nos abonos...
Tudo isto serve para continuar a pagar a alguns amigos.
ASCENDI. Esta é uma dessas empresas que recebe um contribuição de MILHÕES para "reposição da estabilidade financeira".

Eu quero lá saber da estabilidade financeira da ASCENDI. Não tem dinheiro? Que tranque as portas!

 Vejam mais sobre esta notícia aqui no DesmitosTIAGO CARNEIRO 19-10-2010

17 de outubro de 2010

QUANTO GANHAM OS BOYS DO PS?


«Na semana passada, o Governo anunciou as medidas de austeridade mais duras dos últimos anos: cortes de 5% nos salários da função pública, redução dos apoios sociais, como o abono de família, congelamento das pensões na função pública e aumentos de impostos, entre os quais 2% no IVA.
No dia 23 de Julho passado, o Governo anunciou mais uma nomeação para uma empresa pública: trata-se de Ana Tomaz, 35 anos, administradora da Estradas de Portugal, com um salário anual bruto de 151.200 euros, mais carro de serviço, combustível e telemóvel. Na véspera da sua nomeação, esta engenheira civil sem qualquer experiência de gestão era adjunta do secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos, no Governo.
Este é só um dos exemplos de figuras próximas do PS colocadas pelo Governo em institutos públicos, fundações, entidades reguladoras ou empresas do Estado, mesmo durante a crise. A SÁBADO foi ver onde estão, quanto ganham, que regalias têm e qual o seu currículo na área.
Os cortes agora anunciados nos salários da função pública afectarão algumas destas remunerações, até um máximo de 10% (o escalonamento ainda não foi anunciado), com excepção da Galp e da Cimpor, que são empresas privadas com capitais públicos minoritários, onde estão Fernando Gomes e António Castro Guerra, e da FLAD, que é uma fundação de direito privado, onde foi colocada Maria de Lurdes Rodrigues.» DEMOCRACIA EM PORTUGAL 14-10-2010

16 de outubro de 2010

OS DIAS DO 31: NOVE MESES QUE GERARAM "AO QUE ISTO CHEGOU"




«...Estes indicadores eram estimativas credíveis a nível internacional no final do ano passado.
De então para cá (nove meses!), verificou-se que,
a) o OGE 2009 não passava duma mentira; 
b) o OGE 2010 era tão pouco credível que se tentou corrigi-lo através dos PEC-1 e 2; 
c) o OGE 2011 vai mandar-nos para a recessão económica; 
d) o PCP e o BE nunca pediram eleições anticipadas.
Podemos assim concluir que
1) Pedro Passos Coelho é o único responsável pelo progressivo aumento da nossa falta de credibilidade junto das empresas de rating nos últimos dez meses! 
2) O actual Governo e este PS nada têm a ver com isto, uma vez que já adquiriram ao longo de diversos processos judiciais o estatuto de inimputáveis! 
3) O candidato Manuel Alegre, pelo simples facto de não ter criticado uma só vez que fosse o apoio discreto do actual Chefe do Estado a este governo, merece vir a ser Presidente... mas da Comissão de Honra da Recandidatura de Aníbal Cavaco Silva à Presidência!» LUIS FILIPE COIMBRA 15-10-2010

3) OU VICE-VERSA

13 de outubro de 2010

BANCO ALIMENTAR PARLAMENTO

«É já no próximo Sábado, pelas 16 horas, na cidade do Porto (local a designar), que o Aventar vai promover o seu BANCO ALIMENTAR PARLAMENTO, destinado à recolha de alimentos para o deputado socialista Ricardo Gonçalves, que ainda recentemente confessou com inegável vergonha que o dinheiro não lhe chegava para comer.» RICARDO SANTOS PINTO 13-10-2010

12 de outubro de 2010

ESTAGNAÇÃO, RECESSÃO, ESTAGNAÇÃO, CRESCIMENTO LENTO

«O FMI (o mesmo que se prepara para entrar em Portugal após a reprovação do Orçamento) publicou um estudo muito interessante, que ainda não foi lido pelo PS de José Sócrates e Teixeira dos Santos e restante séquito executivo.

Segundo o dito estudo, a consolidação do deficit via aumento de impostos tem um efeito muito mais negativo sobre a economia e desemprego  do que se a consolidação orçamental for feita via corte na despesa. Um aumento de impostos de 1% tem como consequência, no prazo de dois anos,  a diminuição do produto em 0,5% e um aumento do desemprego de 0,3%.

PS1 Sendo o PS o partido que promoveu o maior aumento fiscal desde 1975, é desta forma o maior contribuinte para a estagnação do Produto Nacional na ultima década.

PS2 É curioso pensar que é este o mesmo FMI, que quando intervém num País, tem como primeira medida o aumento desmesurado da carga fiscal.» MANUEL CASTELO BRANCO 12-10-2010

11 de outubro de 2010

PORTUGAL: O PIOR DE TODA A UNIÃO EUROPEIA EM 2015...

«Até a Grécia, que desencadeou a turbulência nos mercados internacionais da dívida pública e teve mesmo de recorrer à ajuda da UE e do FMI, vai recuperar mais rapidamente do que Portugal. Após um plano agressivo de austeridade que manterá o país em recessão no próximo ano, a economia grega terá um crescimento duas vezes superior ao da economia portuguesa em 2015. Nos anos anteriores, a diferença entre os dois países será pouco menor.» PUBLICO 9-10-2010

9 de outubro de 2010

MORREU O CAVAQUISMO

«Entre mais-valias na carteira de acções do professor Cavaco Silva e o solilóquio de Oliveira e Costa no Parlamento, morreu o cavaquismo. As horas de aflitivo testemunho enterraram o que restava do mito. 

Oliveira e Costa e Dias Loureiro foram delfins de Cavaco Silva. 

Activos, incansáveis, dinâmicos, competentes, foram para Cavaco indefectíveis, prestáveis, diligentes e serventuários. Nas posições que tinham na SLN e no BPN estavam a par da carteira de acções de Cavaco Silva e família. 

Os dois foram os arquitectos dos colossais apoios financeiros que nas suas diversas incarnações o cavaquismo conseguiu mobilizar logo que o vislumbre de uma hierarquia de poder em redor do antigo professor de Economia se desenhava. Intermediaram com empresários e financeiros. 

Hipotecaram, hipotecaram-se e (sabemos agora) hipotecaram-nos, quando a concretização dos sonhos de poder do professor exigia mais um esforço financeiro, mais uma sede de campanha, mais uma frota de veículos para as comitivas, mais uns cartazes, um andar inteiro num hotel caro ou uma viagem num avião fretado. 
Dias Loureiro e Oliveira e Costa estiveram lá e entregaram o que lhes foi requerido e o que não foi.

Como as hordas de pedintes romenos, esgravataram donativos entre os menos milionários e exigiram contribuições aos mais milionários. 
Cobraram favores passados e venderam títulos de promissórias sobre futuros favores. 
O BPN é muito disso. 

Nascido de um surpreendente surto de liquidez à disposição do antigo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais de Cavaco Silva, foi montado como uma turbina de multiplicação de dinheiros que se foi aventurando cada vez mais longe, indo em jactos executivos muito para lá do ponto de não regresso. 

Não era o banco de Cavaco Silva, mas o facto de ser uma instituição gerida pelos homens fortes do regime cavaquista onde, como refere uma nota da Presidência da República, estava parte da (…) "gestão das poupanças do prof. Cavaco Silva e da sua mulher", funcionou como uma garantia de confiança, do género daquele aval de qualidade nas conservas de arenque britânico onde se lê "by special appointment to His Royal Majesty…" significando que o aromático peixe é recomendado pela família real. 

Portugal devia ter sabido pelo seu presidente que a sua confiança nos serviços bancários de Oliveira e Costa era tal que tinha investido poupanças suas em acções da holding que detinha o banco. 
Mas não soube. 

Depois, um banco de Cavaco e família teria de ser um banco da boa moeda. 
E não foi.

Pelo que agora se sabe, confrontando datas, já o banco falia e Cavaco Silva fazia sentar na mesa do Conselho de Estado, por sua escolha pessoal, Dias Loureiro, que entre estranhos negócios com El Assir, o libanês, e Hector Hoyos, o porto-riquenho, passou a dar parecer sobre assuntos de Estado ao mais alto nível. 

Depois, vieram os soturnos episódios de que Oliveira e Costa nos deu conta no Parlamento, com as buscas alucinadas por dinheiro das Arábias. 

Surpreendentemente, quase até ao fim houve crédulos que entraram credores de sobrolho carregado para almoços com Oliveira e Costa nas históricas salas privadas do último andar da sede do BPN e saíram accionistas dos dois mil milhões de bolhas especulativas que agora os portugueses estão a pagar

Surpreendentemente também, o Banco de Portugal nada detectou. 

Surpreendentemente, o presidente da República protegeu o seu conselheiro, mesmo quando as dúvidas diminuíam e as certezas se avolumavam.

De Oliveira e Costa no Parlamento fica ainda no ar o seu ameaçador: "eu ainda não contei tudo". 
Quando o fizer, provavelmente, cai o regime. 
Francamente, com tudo o que se sabe, já não é sem tempo.»

MÁRIO CRESPO 1-06-2009

8 de outubro de 2010

ADIVINHA QUEM É ELE...

«- Tem um processo em curso de investigação
- Negou coisas que o seu chefe disse
- Esteve muito ligado ao PSD
- Sabe fazer umas cantarolas
- Também sabe jogar golfe
- Desde há uns meses nunca mais se ouviu falar dele
- A viver actualmente à grande e à fartazana em Cabo Verde.
- É o dono do maior Resort Turístico da Ilha do Sal...

( ... é aquela ilha, daquele país africano, onde o BPN criou umas "sucursais" e um banco mais ou menos virtual, com que se faziam umas operações de lavagem e fugas ao fisco, etc. etc... )

• PS: Há imenso tempo, que ninguém mais falou no nome do menino: nas notícias é referido só o nome de Oliveira Costa "e outros arguidos"... sem nomear...

O que nos leva a pensar de tal "esquecimento"?

É fácil fazer esquecer um roubo superior a mais de 4 mil milhões de euros, quando se tem amigos... nos sítios certos....
Até em Belém!
A relaixadeza neste cantinho à beira-mar, continua a fazer duns tantos e tais Senhores Drs, Engs, Arquits, Profs, etc. etc, uns relaixados de luxo…
Continuam a meter-nos o dedo no tal buraquinho, que por sinal, só cheira mal para alguns!!!»
RELAIXO 1-09-2010

7 de outubro de 2010

NOS 100 ANOS DA REPÚBLICA O PS/LAGOS "SILENCIOU" TODA A OPOSIÇÃO DEMOCRÁTICA MUNICIPAL

 «Nos eventos programados para a nossa histórica autarquia neste dia 5 de Outubro de 2010, as comemorações do Centenário da República não previram aqui qualquer tipo de intervenção ou participação, nem oral nem escrita, de qualquer dos partidos que integram a Oposição Democrática Municipal de Lagos.
Viva a Democracia !
Viva a Liberdade !
Viva Portugal !»

NUM LINDO DIA DE SOL E COM A PRESENÇA DA SECRETÁRIA DE ESTADO DA IGUALDADE...
PODIA ATÉ NÃO TER ESTADO A SECRETÁRIA DE ESTADO, MAS NÃO ERA A MESMA COISA!
É QUE, COMO NINGUÉM É DONO DA REPÚBLICA, ASSIM A "COISA" GANHA UM SIGNIFICADO MAIOR, ATÉ PORQUE (PARA QUEM JÁ ESQUECEU) FOI EM LAGOS QUE JOSÉ SÓCRATES, AO LADO DE JÚLIO BARROSO E JOÃO CRAVINHO, COMEÇOU A SUA MAIS DECISIVA CAMPANHA ELEITORAL
DECISIVA POLITICAMENTE PARA JOSÉ SÓCRATES E  PARA PORTUGAL MAS TAMBÉM, E NA MESMÍSSIMA MEDIDA, DECISIVA PARA JÚLIO BARROSO E PARA LAGOS. COMO MAIS ADIANTE SE VERÁ...

ISTO HÁ MESMO COINCIDÊNCIAS FANTÁSTICAS, NÃO HÁ? 
NÃO GOSTEI DA FESTA, PÁ !

6 de outubro de 2010

O 5 DE OUTUBRO DE 2010 EM LISBOA (FOTO-REPORTAGEM)

«Pelas 10h00 da manhã, o cenário - sim, era um cenário - era este:
Uma praça repleta de convidados, actores, pessoal da CML, animadores de rua, militantes da Juventude Socialista e, sim alguns, curiosos. Entre estes, bastantes (23, mais ou menos) turistas.
Quando chegou o Presidente da República, escoltado por uma coluna motorizada da Polícia do Exército (que antes fora o Regimento de Lanceiros D’El - Rei) verificou-se um pequeno engarrafamento republicano: o BMW com a matrícula "PR" ficou retido na curva (depois de sair o Presidente). A razão era simples: encontraram pela frente uma charrete de figurantes do espectáculo:
 
Quanto à explicação histórico-ideológica disto, temo desconhecer:
A actuação do grupo teatral "O Bando" (ah, ironia), declamaram poemas e representavam os republicanos revolucionários. Mais uma vez, não sei se chovia a 5 de Outubro de 1910, não sei o porquê dos guardas-chuva:
Também estavam actrizes, vestidas de branco. E com guarda-chuva. Sem dúvida a representar o falhanço da república, em institucionalizar a "igualdade de género" (como se diz agora) e o sufrágio universal:
Na praça, como n'Os Ídolos, passavam mais cromos que cidadãos republicanos. Com barrete frígio havia quem clamasse por Olivença, os Homens da Luta foram retirados de cena e os actores contratados perdiam a paciência com o discurso de António Costa. E, ainda, este senhor gritava que tinha o melhor motor eléctrico:
No meio de tantos cromos, começámos a ser cercados por senhores de fato e gravata, com óculos escuros, mascarados de polícia à paisana (em baixo, na foto):
Depois, em silêncio e com civismo, mais de cinquenta pessoas colocaram uma máscara de Vader:
O resto já se sabe: em conformidade com os valores da I República, a polícia à paisana - sem se identificarem nem pedirem "se faz favor"-, começaram a arrancar a máscara da cara das pessoas.(...)» DBH 5-10-2010


A BLAGOSFERA ESTEVE NA PRAÇA DO MUNICÍPIO E NOTÁMOS QUE ALGUÉM SE ESQUECEU DE PROVIDENCIAR SOMBRA AOS SRS. EX-PRESIDENTES DA REPÚBLICA PRESENTES (COISAS DO SOL INCLINADO...).
GOSTÁMOS ESPECIALMENTE DAS SEGUINTES DECLARAÇÕES:

«Sabemos que precisamos de unidade dos partidos políticos, mas sabemos, sobretudo, que precisamos de boas políticas e de medidas concretas que permitam evitar mergulhar o povo português em maior pobreza do que aquela que ele já tem.»  
Fernando Nobre

«Se o regime monárquico, como disse o seu último chefe de governo, suscitava a indiferença do povo, porque durou tão pouco tempo a Primeira República? Se tinham ideais tão elevados, porque se deixaram os políticos republicanos enredar em conflitos e divisões que acabaram por conduzir o país para uma ditadura?»
Cavaco Silva
 

5 de outubro de 2010

AS REPÚBLICAS DA REPÚBLICA REPUBLICADAS

«Mais do que a implantação da república fascinam-me os implantes da república. E, numa época em que as senhoras não mostravam o tornozelo, imagino o efeito populista que a república semi-nua teria na turba. As ilustrações que circulavam tinham o mesmo efeito que a revista Gina no liceu. Bem podiam as forças da coroa clamar por Deus, a pátria e a família. Compreendo o entusiasmo da populaça. Cem anos depois sabemos que era publicidade enganosa.» R.M. DE DEUS 3-10-2010



«Organizada pela plataforma Centenário da República, a exposição será inaugurada na próxima Segunda-feira, dia 4 de Outubro, às 17h00 no Palácio da Independência em Lisboa. A apresentação estará a cargo de José Manuel Fernandes.» NUNO GOUVEIA 01-10-2010

«(...) em 2010, a questão é esta: como é possível pedir aos partidos de uma democracia liberal que festejem uma ditadura terrorista em que reinavam "carbonários", vigilantes de vário género e pêlo e a "formiga branca" do jacobinismo? Como é possível pedir a uma cultura política assente nos "direitos do homem e do cidadão" que preste homenagem oficial a uma cultura política que perseguia sem escrúpulos uma vasta e indeterminada multidão de "suspeitos" (anarquistas, anarco-sindicalistas, monárquicos, moderados e por aí fora)? (...) E, principalmente, como é possível ignorar que a Monarquia, apesar da sua decadência e da sua inoperância, fora um regime bem mais livre e legalista do que a grosseira cópia do pior radicalismo francês, que o "5 de Outubro" trouxe a Portugal?» VASCO PULIDO VALENTE 2-10-2010

4 de outubro de 2010

SINAIS DE UMA REPÚBLICA DAS BANANAS


«Quando passar numa das principais artérias da cidade de Lamego, não vai precisar de muita atenção para esbarrar numa original placa. Não se trata de um escritório de advogado, ou um consultório médico, nem mesmo de um gabinete de contabilidade, mas sim da novíssima profissão liberal de, imagine lá... deputado!! A mediocridade não enxerga além de si mesma, já dizia Doyle e, antigamente este tipo de pessoas recebiam apropriado adjectivo mas hoje, ainda que tal aconteça pouco lhes importa... já perderam a noção do ridículo e a vergonha
(recebido via e-mail)

3 de outubro de 2010

O TIMONEIRO DESTE GRANDE TRANSATLÂNTICO... E O JANTAR.

«"Se abrissem a cantina da Assembleia da República à noite, eu ia lá jantar. Eu e muitos outros deputados da província. Quase não temos dinheiro para comer", afirmou Ricardo Gonçalves ao CM, repetindo o que tinha dito na última reunião do grupo parlamentar do PS, perante as medidas de austeridade do Governo.
O deputado ousou até discutir o assunto com José Sócrates. "Até foi uma discussão muito forte. Disse-lhe que as medidas já deviam ter sido aplicadas há mais tempo e que ele tem de explicar muito bem aos portugueses porque é que as contas de 2010 ainda não estão certas". referiu Ricardo Gonçalves.» CM 03-10-2010

«Ao mesmo que há sinais de nervosismo, surgem também vozes apelando, em tom dramático, à unidade do partido em redor de José Sócrates. Orlando Gaspar, figura de peso no PS Porto, escreveu uma carta aos militantes do partido, tratando Sócrates como o "timoneiro deste transatlântico que os nossos adversários querem afundar". E citou Miguel Torga: "Maldito seja quem nega aos seus nas horas apertadas."
Surpreendente foi a tomada de posição de Ana Gomes, dirigente do PS que se tem distinguido por ser muito crítica da direcção: "É tempo de todos os socialistas se unirem, estoicamente, em apoio ao primeiro-ministro, pela agrura de ter de decretar medidas duríssimas e de arrostar com incompreensão e impopularidade", escreveu a eurodeputada no blogue Causa Nossa.» DN 02-10-2010

2 de outubro de 2010

NÃO HÁ MAIS ALIBIS !!!

«Não é possível que mais alguém se deixe enganar. A situação era esplêndida, não haveria mais aumentos de impostos, até houve dinheiro para aumentos antes das legislativas e baixa de IVA. E continuavam as grandes obras, apesar dos avisos, que o primeiro-ministro distorceu, para poder vencer as eleições. Depois, ainda veio o discurso sobre o Estado social, com tanto cinismo. E os comentadores aplaudiam.
As mentiras chegam agora ao final do seu percurso. O PS traiu o País e os seus próprios eleitores. É tão simples como isto.
E o pântano, que leva já um ano, terá de apodrecer ainda mais alguns meses. Uma coisa é certa: não há mais álibis.
Segue-se o descontentamento e a queda. Um final triste e sem glória.»
LUIS NAVES 29-09-2010

1 de outubro de 2010

VÃO BARDAMERDA !!! *



* frase célebre do Almirante Pinheiro de Azevedo (sem registo encontrado)